News

Notícias da semana – 19 de maio de 2018


O projeto allstar austríaco, Schubert In Rock, assinou com a Pure Steel Records para o lançamento do álbum Commander Of Pain. Este projeto conta com a colaboração de Marc Storace (Krokus), Don Airey (Deep Purple), Jeff Scott Soto (Sons Of Apollo, W.E.T, Axel Rudi Pell, Talisman, Yngwie J. Malmsteen), Jennifer Batten (Michael Jackson, Jeff Beck), Doogie White (Rainbow, Michael Schenker, Yngwie J. Malmsteen, Cornerstone), Dan McCafferty (Nazareth), Michael Vescera (Obsession, Animetal USA, Loudness), entre outros, que, assim, se juntam ao núcleo duro da banda composto por Klaus Schubert (guitarras), Walt Stuefer (vocais), Bernie Welz (bateria), Andy Marberger (baixo) e Andy J. Brunner (teclados).


Da Eslováquia chegam os Eufory, banda de power metal, que apresentam a sua nova produção, Higher And Higher, uma obra que marca um passo em frente em todos os aspetos. O disco foi gravado nos PureSound Studio na Eslováquia e nos GM Recording Studio na República Checa. A mistura e masterização estiveram a cargo de Roland Grapow, cujas ideias contribuíram para o engrandecimento do som final do disco.


No bandcamp da Shadow Kingdom já está disponível para audição o primeiro tema do longa-duração de estreia dos Haunt. Burst Into Flame é, também, o título do álbum que tem lançamento internacional a 10 de agosto, nos formatos CD, vinil e cassette. Os Haunt são um colectivo americano liderados por Trevor William Church, filho de Bill Church, antigo baixista dos Montrose e Sammy Hagar.


2nd Impression é o título do novo disco dos Fog Light, com lançamento digital a 15 de junho via Inverse Records. Fusion rock com influências metálicas é o que propõem os finlandeses que já avançaram o primeiro single Mystinen Viiksimies. Os Fog Light são compostos por membros dos Omnium Gatherum, Total Devastation, Demonic Death Judge, Kreyskull e Kaihoro.


Dias antes do lançamento do seu álbum de estreia, os suiços Spit Reckless apresentaram no bandcamp o primeiro tema Easy Come, Easy Go. O álbum Heat Maker foi produzido por Serge Morattel nos Rec Studio e sai a 2 de junho nos formatos CD e digital.


Special Diners é uma canção com menos de dois minutos, primeiro single do novo disco dos Cave Story, a editar na segunda metade do ano pela Lovers & Lollypops. O novo disco chama-se Punk Academics. Uma materialização da Punk Rock Academy de que nos falou Atom & His Package no disco A Society of People Named Elihu. Desta feita com curadoria dos Cave Story


Matteo Piacenti, fundador/principal compositor/vocalista criou os Steelawake em janeiro de 2017 com o objectivo de explorar novas ideias na sua forma apaixonada de criar. Os Steelawake acabam de assinar com a Sliptrick Records para o lançamento do primeiro single, Dragging You Inside, a 1 de junho.


Os Skeletoon estão prestes a entrar em estúdio para começar a gravar o seu novo álbum. They Never Say Die, assim se chamará, será gravado nos Domination Studio com Simone Mularoni e será o tributo do power metal aos The Goonies. Nele participarão alguns nomes bem conhecidos da cena como Alessandro Conti (LT’s Rhapsody/Trick or Treat), Michele Luppi (Whitesnake/Secret Sphere) entre outros.


Desde 2010 que The Man From RavCon, aka Mike Brown, tem criado música instrumental e atmosférica com base num mellotron enriquecido por arrojados arranjos de piano e órgão, tudo envolvido por sintetizadores, percussões dinâmicas e guitarras melódicas. Another World é o mais recente disco do projecto e vem cheio de influências do rock FM dos anos 70 com algum prog. A data de lançamento é 22 de junho.



Chegados à Pitch Black, os Sinsid lançam a sua estreia – Mission From Hell. A banda norueguesa formou-se em 2012 por Terje S. Sidhu e é influenciada por diversos estilos musicais que vão desde o blues ao rock e ao metal e até ao viking e ao thrash. Mission From Hell tem data de lançamento a 8 de junho e podem esperar 10 temas em 50 minutos de metal de grande qualidade.




Notícias da semana – 12 de maio de 2018

Após o lançamento do álbum Luta pela Manutenção a 19 de março, os 47 de Fevereiro apresentam amanhã o videoclip do segundo single, La Favorita, realizado por Augusto Lado (1/2 Pirata Mau). Provenientes de projectos tão díspares como Touro, Retimbrar, Zen, Anger, Souq, Fadomorse, Mi Ku Bô,Teia, Funkyard, Turn Off, Stopestra, Xícara, Mina, etc, os membros dos 47 de Fevereiro juntaram-se para dar seguimento à vontade comum de exprimir a música que lhes corre nas veias, sem filtros ou condicionalismos, e assim detonarem palavras sob a forma de Fute-Rock Mediterrânico. Fute, pois há uma associação temática ao mundo do futebol amador, numa alusão a uma luta pela manutenção dentro de campeonatos regionais ou de segunda divisão; Mediterrânico, devido ao uso fequente de várias línguas ao longo dos seus temas (português, espanhol, francês e italiano).


A vocalista dos Izz, Laura Meade, estreia-se a solo com Remedium, um álbum disponível em todas as plataformas digitais a partir de 18 de maio. Remedium combina a paixão de Meade pelo art rock com a emoção do teatro musical, para além de uma assinalável sensibilidade pop como é percetível em temas como Sunflowers At Chernobyl e Dragons.


Dread En Ruin, sucessor de Countersighns, é o nome do novo álbum dos norte-americanos Necrytis, sai a 29 de junho pela Pure Steel Records e traz-nos seis temas com uma base de heavy metal tradicional com um pouco de US power metal dos anos 80. Já os power/thrashers alemães Wolfen têm pronto o single Genetic Sleepers, retirado do álbum Rise Of The Lycans, assim como os Weapon UK que também têm novo single em formato digital: The Rocker que corresponde ao tema bónus do álbum Rising From The Ashes.


A banda italiana de folk metal Kormak assinou com a Rockshots Records para o lançamento do seu trabalho de estreia, Faerenus. A editora italiana anunciou o mês de junho como data para colocar no mercado um disco que lida com o conceito da loucura e as suas causas.



Três álbuns, dois EP ́s, um DVD e uma coletânea. Uma medalha de mérito cultural do Município do Seixal. Uma carreira feita de persistência, resiliência e amor à música sem concessões ao que pede o mercado, mas mantendo uma fiel legiões de seguidores e apreciadores da música escrita e cantada em português. Falamos dos Dixit que, no ano que fazem 25 anos, voltam aos palcos para celebrar a música, numa série de concertos que vão reunir ex-membros e artistas amigos para tocar ao vivo as canções mais emblemáticas do grupo, num espetáculo cheio de emoções e intensidade.


Quando se trata da cena celta e pagã, MaterDea é um dos nomes mais importantes em Itália. O seu último registo, The Goddess’ Chants já tem dois anos, mas a banda prepara-se para brindar os seus fãs com outra obra-prima – Pyaneta! Seguindo a direção iniciada em A Rose For Egeria, este novo disco é um claro passo em frente neste género. Pyaneta sai a 6 de julho pela Rockshots Records.


Como anunciado anteriormente, os Lumberjacks têm disponível o seu primeiro longa-duração intitulado Alone?. Este trabalho dos heavy rockers franceses está disponível nos formatos CD e digital e está apontado a fãs de Black Sabbath, Alter Bridge, Black Stone Cherry, Royal Blood ou The Answer 


A Ghostlights World Tour 2016/2017 foi um gigantesto sucesso para Tobias Sammet e os seus Avantasia e culminará de forma brilhante no Wacken Open Air, numa atuação que terá direito a transmissão televisiva. O regresso à estrada para o projeto acontecerá, de novo, em 2019, após o lançamento de Moonglow, o próximo álbum de Avantasia que será lançado em janeiro.


Um ano depois do lançamento digital do single de estreia, Two, os Watchers estreiam a sua nova música How Long Is Your Night. Este tema faz parte do próximo EP dos blues rockers franceses previsto para o outono.




As últimas notícias vindas dos The Silent Rage anunciam a mudança de membros. Steve Venardo e Kostas Krikos abandonaram para se focarem na sua banda Voidnaut. O novo membro, para a guitarra solo é Nick Sarbanis (ex-Damned Creed) que já vai poder trabalhar nas composições do próximo álbum.





Notícias da semana – 05 de maio de 2018


Darryl Way apresenta o seu mais arrojado projeto a solo até à data. O lendário violinista dos Curved Air recria as Quatro Estações de Vivaldi, na sua totalidade e numa abordagem rock, o que acontece pela primeira vez desde que essa peça clássica foi criada. Naturalmente intitulado Vivaldi’s Four Seasons In Rock, o disco foi lançado ontem com o selo da Cherry Red Records.


Ora aí está, finalmente, o longa-duração de estreia dos Seven Eyed Crown! Intitulado Organized Chaos, o álbum vê a luz do dia após algumas semanas de preparação em diversos estúdios. A edição está a cargo das seguintes editoras: Send The Wood Music, Lunatik Music, Season Of Mist e The Orchard.


Na sequência do lançamento do single de estreia dos Lusitanian Ghosts, Trailer Park Memories, e do making of que acompanha as sessões de gravação do novo disco a ser editado a 8 de junho, o coletivo de artistas apresenta agora um documentário que os acompanha numa viagem por Portugal em busca da história dos instrumentos que dão vida a este projeto. Este documentário é apresentado em vários episódios ao longo de várias semanas em exclusivo no iTunes e Apple Music. Cada um dos episódios será revelado, semanalmente, todos os domingos, na página dos Lusitanian Ghosts na Apple Music/Itunes culminando no lançamento do disco em formato digital a 8 de junho.

Depois do lançamento de Ecos da Selva Urbana, em 2017, pela Rastilho Records, os thrashers nacionais Rasgo gravaram uma incrível versão do tema Homens ao Mar com a orquestra Circulo de Musica de Câmara, conduzida pelo maestro Pedro Teixeira da Silva. O resultado é simplesmente brilhante, como poderão confirmar no vídeo apresentado na respetiva secção.



A banda nacional Barros, projeto a solo do guitarrista dos Tarântula Paulo Barros, assinou pela Rockshots Records para o lançamento do álbum More Humanity Please. Este trabalho do lendário guitarrista luso foi misturado e masterizado por Harry Hess (Harem Scarem) no Canadá. Paulo Barros conta, neste disco, com a participação do fantástico vocalista Ray Van D, que também é responsável pelas letras.




Notícias da semana – 28 de abril de 2018
Os 11th Dimension, banda de metal alternativo de Lisboa, anunciou o lançamento do álbum de estreia intitulado Paramnesia. Apesar dos gostos musicais dos seus membros andarem em torno do metal, a variedade de influências musicais é uma das mais interessantes caraterísticas da banda. Em cada música é possível ouvir um pouco de tudo, de death e epic metal a rock e eletrónica. No entanto, a influência predominantemente é a nova vaga de bandas de metal progressivo e post-metal. Quanto a Paramnesia, é um álbum conceptual que descreve uma viagem metafórica, ao longo das suas 11 faixas originais, desde a renúncia a uma realidade atual de insatisfatória até à chegada a um novo lugar/estado de espírito.


O novo e muito aguardado EP dos Vaudeville Etiquette chama-se Divisions e sai a 6 de julho. Magnético, provocador e dinâmico, com fortes raízes na química do rock clássico, Divisions é um disco para os fãs de Stevie Nicks, Ryan Adams, The Allman Brothers e The Rolling Stones.


O triunfante disco The Similitude Of A Dream é o mais aclamado disco da The Neal Morse Band até à data. A tour de 2017, Road Called Home, foi a sua mais extensa e em setembro de 2017, no 013 em Tilburg (Holanda) as estrelas alinharam-se para um concerto memorável que será lançado em duplo CD e DVD pela Radiant/SONY/Metal Blade no dia 15 de junho. Fica, assim, registado para a posteridade uma noite épica numa tour, também ela, épica com enormes desempenhos desse memorável line up com Neal Morse, Mike Portnoy, Eric Gillette, Bill Hubauer e Randy George, em mais de duas horas de magia musical.


Ramin Partovi, guitarrista dos Aviator e Hollywood lança o duplo álbum 27 Faces Of A Broken Heart, com um novo conceito e uma line-up galático: Scott Henderson, Simon Phillips, Carl Verheyen, Jimmy Johnson, Mike Stern, entre outros. 27 Faces Of A Broken Heart reflete diversas emoções, como desilusão e dor, num disco pessoal.


A Massacre Records anunciou que os Sinbreed assinaram com a editora. A banda germânica de power/speed metal construída em torno do vocalista Nick Hollemann, e que ainda inclui o baterista Frederik Ehmke, já lançou três álbuns e está, atualmente, a trabalhar no quarto.


Depois de Back Again (2017), os The Slyde regressam com um novo trabalho: Awakening. O colectivo (que anteriormente era conhecido apenas por Slyde) assina dez faixas de prog rock intrincado, destinado a fãs de Rush, Dream Theater, Haken ou Coheed And Cambria, que têm lançamento agendado para 18 de maio.


Depois do sucesso de Hell To Pay, dos Spartan Warrior, a Pure Steel Records decidiu lançar uma edição especial deste álbum em vinil. Esta prenda para os fãs tem lançamento agendado para 22 de junho e estarão disponíveis apenas 300 cópias. Da mesma editora sairá o primeiro single dos Nighthunter intitulado Scream. Lançado apenas em formato digital, Scream fará parte do homónimo álbum de estreia da banda. Quanto aos Stormwind, a banda alemã actualizou a data de lançamento do seu novo álbum Burning Wheels. Será a 22 de junho via Karthago Records. Este disco será lançado numa edição especial, limitada a 500 cópias numeradas à mão e com a inclusão de cinco faixas bónus, um certificado e um holograma.


O histórico vocalista Titta Tani (ex-DGM, ex-Astra e atualmente nos Architects Of Chaos com Claudio Simonetti dos Goblin) regressa com uma nova banda chamada EHFAR (Everything Happens For A Reason). O disco de estreia homónimo tem lançamento agendado para 21 de setembro via Revalve Records e trará 9 temas com a participação especial de Oliver Hartmann.


Os Ironthorn são um abanda italiana de heavy metal/hard rock que acaba de assinar pela Sliptrick Records. O primeiro álbum, After The End (que inclui um livro de banda desenhada) saiu em 2017, mas a banda já voltou a estúdio para trabalhar no seu novo registo. Esperem uma mistura de hard rock/metal dos anos 80/90 bem como algumas influências do thrash.



Os Panzercrow são o projeto a solo de Jack13, vocalista da banda Scarecrow, originária da Finlândia e que pratica horror punk com influências de metal e hardcore. Depois de vários discos e dezenas de tournées, Jack13 aventurou-se a solo com os Panzercrow e o seu álbum chama-se Nightmare Returns. O álbum saiu este mês via 82 Records.




Notícias da semana – 21 de abril de 2018


Terrestrial Mutations, a estreia dos Droid, será lançada em formato vinil a 10 de agosto pela Shadow Kingdom Records. Originalmente posto no mercado em 2017, em CD pela Nightbreaker Records e depois em cassette pela Temple Of Mystery Records, Terrestrial Mutation impressionou de tal forma a Shadow Kingdom, que a editora teve que o lançar em vinil.


Os Robespierre, banda que recupera o melhor que o NWOBHM tem, disponibilizaram para audição o seu álbum de estreia, Garden Of Hell, no site Deaf Forever. Garden Of Hell foi lançado ontem pela Shadow Kingdom Records. Os Robespierre são uma banda de culto, tendo estado ativos nos anos dourados do género com duas demos lançadas em 1983.


Riverine é o nome do novo álbum da banda de post-rock Imploding Stars. Após o lançamento de A Mountain and a Tree (2014), a banda sonora Mizar & Alcor (2016) para a versão portuguesa do documentário From Earth to Universe e a participação com Treeless prairie na coletânea T(h)ree - Vol. 5 - Portugal - Cazaquistão - Uzbequistão (2017), Riverine será lançado na primavera de 2018. O segundo álbum de estúdio da banda será apresentado ao vivo no dia 19 de maio no gnration em Braga, 25 de maio no Plano B no Porto e 30 de junho no Sabotage em Lisboa. 


Sem Filtros será o primeiro álbum dos Quid, um projeto de originais, em português, esboçado há cerca de 10 anos e que, agora, avança na cena musical Pop/Rock/Alternativo. Anabela Tomás dá voz às letras intimistas e às melodias que ecoam dos acordes das violas de Luís Santos. Na sua equipa, os Quid contam ainda com Margarida Moser (violoncelo), Rui Hopffer (bateria/percussão) e Humberto Silva (baixo). O álbum sai hoje, 21 de abril.


Os Nighthunter assinaram com a Pure Steel Records. Os americanos estão, de momento, em estúdio a gravar a sua estreia que terá como título simplesmente Nighthunter. Quanto aos power/thrashers Woven, anunciaram que o seu álbum Rise Of The Lycans, terá lançamento a 22 de junho pela mesma editora. Finalmente, os nacionais Fantasy Opus preparam o lançamento de The Last Dream. 8 de junho, via Pure Steel Publishing, é a data anunciada. Esperem um gigante passo em termos de produção, estilo, imagem, letras e peso.


Simultaneamente inspirados pela energia crua e indisciplinada do panorama underground britânico e pelas baladas românticas típicas dos anos 50 e 60, os Huggs nascem do contraste entre as melodias contagiantes do Duarte Queiroz na guitarra e voz e a irreverência punk e bateria pesada do Jantónio, quando os dois se conhecem por acaso num projecto de faculdade. Ao vivo apresentam-se como power trio, contando para isso com a ajuda do Guilherme Correia (Ditch Days). Take My Hand é o single de apresentação da banda e foi retirado de um primeiro EP com edição marcada para o último trimestre de 2018, gravado pelo Gonçalo Formiga (dos Cave Story) no seu estúdio nas Caldas da Rainha e produzido pelo próprio em conjunto com a banda.


Canções pop/punk rock catchy e muita presença e energia são as principais caraterísticas dos Revolvd. O coletivo finlandês acaba de lançar a sua estreia Past & Present, via Concord Records. No início deste ano, o coletivo já havia disponibilizado o single Regret que conta com a participação dos rappers finlandeses Mansesteri.



Shuggie Otis é conhecido pela sua forma soulful de escrever canções e pelos seus hits Strawberry Letter 23 e Inspiration Information, sendo considerado um dos mais criativos guitarristas da actualidade. Agora, Otis tem um novo projeto de fusion rock, chamado Inter-Fusion, composto maioritariamente por temas instrumentais assentes numa secção rítmica formada por Carmine Appice e Tony Franklin. Inter-Fusion está disponível desde ontem via Cleopatra Records.




Notícias da semana – 14 de abril de 2018


Da Suécia chega uma nova sensação do heavy metal. São os Saate, formados por Stefan Rådlund (guitarras) e Robert Ahlenius (baixo), dos power/prog metallers Binary Creed. Logo após o lançamento do último disco destes, A Battle Won, lançado pela Rockshots Records em 2016, Stefan começou a compor nova música com o talentoso vocalista Rickard Thelin, dos Summoned Tied. O primeiro disco dos Saate sai, também pela editora italiana, a 27 de abril, com o teaser do single The Conjuring já disponível.


A banda de metal obscuro e progressivo Dark Millennium está de regresso a uma casa que conhece bem. O novo álbum do coletivo, Where Oceans Collide, terá lançamento pela Massacre Records. O projeto nasceu em 1989, cessou funções em 1994 e regressou em 2016. Durante a sua carreira, lançou três álbuns, os dois primeiros pela editora germânica e o último, há dois anos atrás, de forma independente.


Muito aguardado é o novo álbum dos Haunt. Chama-se Burst Into Flame e tem lançamento pela Shadow Kingdom Records no próximo verão, nos formatos CD, vinil e cassette. Os Haunt são o projeto de Trevor William Church, filho de Bill Church (Montrose/Samy Hagar). Ainda antes do lançamento do disco, cuja capa foi revelada esta semana, o projeto fará uma tour pela América do Norte com os Hell Fire.


Os hard rockers canadianos Thunderbird lançam o seu aguardado terceiro álbum a 25 de abril. Simplesmente intitulado Thunderbird, tem lançamento pela Delinquent Records, foi produzido por Marc LaFrance e Kelly Stodola e misturado pelo famoso engenheiro Mike Fraser. De acordo com o vocalista Marc LaFrance, Thunderbird é como uma coleção de pequenas histórias onde ele próprio desempenha diversos papeis/personagens.


A celebrar o 40º aniversário do álbum homónimo de estreia dos UK, Eddie Jobson tornou possível que este seminal álbum estivesse disponível em formato vinil, pela primeira vez, desde a sua edição original. O lançamento foi anunciado para o dia 21 de abril, sendo que todo o disco foi remasterizado a partir das gravações originais que estão nos Abbey Road Studios em Londres. UK foi considerado, em 2016, pela Rolling Stone, um dos 30 melhores discos de prog rock de todos os tempos.


O novo coletivo de art-rock que tem dado que falar pelos nomes envolvidos são os The Sea Within. São formados por Roine Stolt(Transatlantic, The Flower Kings), Daniel Gildenlöw (Pain of Salvation), Jonas Reingold (Steve Hackett, The Flower Kings, Karmakanic, The Tangent), Tom Brislin (Yes Symphonic, Renaissance, Spiraling, Deborah Harry) e Marco Minnemann (The Aristocrats, Steven Wilson, UK, Joe Satriani). O álbum homónimo de estreia está anunciado para 22 de junho. O álbum estará disponível numa edição digipack com 2CD, duplo vinil e em formato digital e conterá 12 temas.



Na sequência do lançamento do single de estreia dos Lusitanian Ghosts, Trailer Park Memories, surge agora o making of que acompanha as sessões de gravação deste coletivo de artistas de diferentes sonoridades mas com uma Portugalidade inerente em comum. Estas são imagens exclusivas e inéditas do processo de criação do primeiro disco de originais dos Lusitanian Ghosts, na sua versão digital no final de maio. Depois do lançamento destemaking of, será também divulgado um filme-documentário, realizado por André Miranda, que começou precisamente por realizar o making of e acompanhou os Lusitanian Ghosts num percurso que os levou à descoberta da origem dos instrumentos tradicionais que os acompanham neste trabalho.


O projeto português/neozlandês/japonês Voodoo Diamond tem novo álbum nas ruas a 22 de junho via Musicarchy Media. Darkness Becomes It foi produzido por Scott Atkins (Cradle Of Filth, Amon Amarth) nos Grindstone Studios e misturado/masterizado por Fredrik Nordstrom. O primeiro vídeo/single, Deny, estará disponível a partir de 24 deste mês.


A Minotauro Records apresenta uma nova edição do álbum Atlantean Symphony dos Dreamfire. Completamente remasterizado, com um novo e fantástico novo artwork e booklet e, ainda, com a adição de dois temas bónus, Atlantean Symphony versão 2018 mantem a grandiosidade do trabalho original. Os Dreamfire surgiram em 1999 como um projecto sinfónico para explorar mistérios antigos através de composições épicas.



Originalmente lançado em 2012, o álbum The Power Within, dos Dragonforce está de regresso como Re-Powered Within, completamente remasterizado, remisturado e com novo poder. Preparado por Damien Rainaud (Fear Factory, Babymetal) nos estúdios Mix Unlimited, em Los Angeles, CA,, este clássico dos Dragonforce soa maior, melhor e com mais intensidade. A edição está a cargo da earMusic.




Notícias da semana – 07 de abril de 2018


Soul Redemption é o trabalho de estreia do projeto que junta o vocalista e compositor Flav Martin e o baterista Jerry Marotta. Uma junção num trabalho que se reveste de harmoniosas melodias de modern adult rock cruzado com a world pop tradicional. Quem deverá delirar são os fãs de Peter Gabriel, porque junto com Marotta na secção rítmica, está Tony Levin, um duo que esteve junto no line up clássico de Gabriel.


Born From Hope é o single de avanço do álbum Until Dawn dos Elvellon. Until Dawn tem data de lançamento agendada para o dia 1 de junho via Reaper Entertainment. Os Elvellon são um abanda de symphonic metal oriunda da Alemanha e Until Dawn é a sua antecipadamente esperada estreia.


A todos que se atrevem a sonhar. Aos que resistem às críticas não construtivas. Acima de tudo, aos que resistem à indiferença dos outros e continuam a sonhar. Já ganharam, já são os vencedores. Start Something New é o novo single dos Inmyths. Uma canção que foi escrita a pensar em Jacque Fresco. Fresco era um sonhador. Conseguiu sonhar num mundo melhor para todos. Sonhava o momento em que o planeta Terra e todos os seus recursos fossem declarados como a herança de todos os que a habitam.


O álbum homónimo dos Shadowkeep sai, pela Pure Steel Records, a 11 de maio. Este é um álbum que os fãs da banda esperam há 10 anos! Agora o coletivo regressa com um novo vocalista – nada mais nada menos que o ex-Helstar James Rivera. Também a 11 de maio sai o álbum Taken By Storm dos germânicos Stormwind, pela Karthago Records.


Primeiro foi a season of the witch, mas agora os Stormwitch declaram que estão bound to the witch. É, precisamente, esse o título do novo álbum dos germânicos que sai pela Massacre Records a 29 de junho. Bound To The Witch será lançado em CD (normal e digipack, neste caso com algumas faixas bónus), digital e uma versão limitada em vinil.


Coral Tattoo são uma nova banda de Rock Português que acabou de lançar, em todas as plataformas digitais, o seu primeiro single. Longe de Mim Parar é o primeiro avanço do EP, já gravado, e abre o caminho para o lançamento sucessivo dos restantes temas desta união de músicos experientes. Longe de Mim Parar é um tema especialmente acarinhado pelos Coral Tattoo porque “passa uma mensagem muito positiva”, explica o vocalista e autor da letra João Pedreira. Sérgio Martins, baixista e cofundador dos Coral Tattoo avança que “já temos o EP completo, gravado e masterizado, temas fortes prontos para serem lançados, mas optámos por nos apresentar single a single. Vamos mostrando a nossa música e o nosso estilo tema a tema”. Os Coral Tattoo são compostos por João Pedreira (até então com carreira a solo), Sérgio Martins (Dona Elvira), o produtor Mário Vieira Peniche (ex-músico de João Pedro Pais, Zealots, Lado a Lado com Mafalda Veiga, Hot Stuff…), Zé Vilão (Peste e Sida, Sérgio Godinho, entre outros), Rodrigo Domingues (ex-teclista dos Disaffected) e Lee An (guitarrista das Black Widows).


Os ícons do power metal, Iron Fire, avançaram com a data de 4 de maio para o lançamento do seu duplo CD Dawn Of Creation: Twentieth Anniversary. O álbum que sai pela Crime Records é composto por uma coleção de demos, faixas ao vivo, versões e três temas novos. O album estará disponível em formato digital e fisicamente no formato digipack.


Another Wonderland é o nome do álbum de estreia dos Magical Heart. O disco sai em junho pela Fastball Music e a história da sua criação remonta a 2014 quando o quarteto alemão se reuniu para criar um poderoso projeto de rock que angariou diversos fãs atuando sob a denominação de Quo Vadis.  Com dez canções e um tema bónua acústico, Ocean, os Magical Heart provam que o dinâmico melodic rock é intemporal.


Em colaboração com a NASA, surge o fantástico novo trabalho do compositor francês Alan Simon. Depois do brilhante Excalibur IV surge o bombástico Big Bang. 120 musicos participam nos 14 temas do disco que convida o ouvite a uma viagem pela origem do universe e pelo destino do planeta Terra. Em média, mais de 200 pistas foram utilizadas em cada música. Folk, rock, jazz e world music contribuem para este efeito.



As Vozes da Rádio são uma das maiores referências da música Portuguesa. Este quinteto acapella prepara-se para lançar a 16 de abril o seu 11º disco, Canções do Homem Comum, Vol II, naquele que é, sem dúvida, o mais arrojado disco da sua já longa carreira de 27 anos. O single de estreia, é o orelhudo Vais Dançar, que nos transporta para uma viagem aos anos 60, tendo até a particularidade de ter sido usado um stylophone, um pequeno sintetizador de mão que se toca com uma caneta.




Notícias da semana – 31 de março de 2018


Ora aí está uma coleção para guitarristas e amantes de grandes executantes das seis cordas. Brian Tarquin, compositor e produtor, premiado com vários Emmy, teve a ideia e juntou um conjunto de virtuosos como Allan Holdsworth, Larry Coryell, Steve Vai, Joe Satriani, Stanley Clarke, Zakk Wylde, entre outros. Guitar Masters Collection já está nas lojas desde o dia 23 de março via Purple Pyramid Records e inclui alguns temas raros destes guitarristas.


Na sequência do último álbum dos Tangerine Dream, Quantum Gate, lançado em setembro do ano passado, a Kscope lança um duplo álbum de comemoração dos 50 anos da banda, onde se inclui o EP Quantum Key. Os Tangerine Dream são um dos nomes mais relevantes da música eletrónica e progressiva, inspirando muitas bandas e diversas formas de arte.


A primavera está a chegar e é boa altura para ouvir algum do melhor folk irlandês. Mesmo que o coletivo seja húngaro. Falamos dos Paddy And The Rats que têm um novo single disponível para o tema Castaway. Vale a pena ver o vídeo (ver página Vídeos), até porque foi gravado na nossa bela costa algarvia. Castaway, sucede a Join The Riot e faz parte do álbum Riot City Outlaws a lançar pela Napalm Records.


Com um EP lançado, Of Sins, os The Ugly Kings assinaram pela Kozmik Artifactz para o lançamento do seu longa-duração de estreia. Praticantes de um power blues, o quarteto australiano lança este álbum em abril, depois da experiência acumulada em tours com os Airbourne, Rival Sons e Papa Roach.


Os Sons Of Apollo, formados por Mike Portnoy, Derek Sherinian, Ron "Bumblefoot" Thal, Billy Sheehan e Jeff Scott Soto, lançaram o EP de seis temas Alive/Tengo Vida que inclui três versões do single Alive (versão álbum, versão editada para rádio e versão acústica), retirado do album Psychotic Symphony, bem como três versões do mesmo tema mas cantado em castelhano (também nas versões standard, para rádio e acústica).


Música embebida, entornada e enrolada em melodias que despertam a maior das emoções e sensações, numa roda-viva que brota vivências por todos os lados. É assim com Bed Legs. Sempre no limite da navalha, do rasganço, perfilam-se na dianteira do mundano, do profano, e não rejeitam atirar-se para um precipício melancólico, se assim tiver de ser. Assim se cozem algumas das linhas deste diário musical da banda composta por Fernando Fernandes (voz), Tiago Calçada (guitarra), Hélder Azevedo (baixo), David Costa (Bateria) e Leandro Araújo (teclas). O intenso cheiro a rock ‘n’ roll, deveras vivido e desejado, viaja de braço dado com essências sonoras de outras épocas, tudo majestosamente pincelado e abençoado pela orla do rhythm and blues. Neste Bed Legs ouvem-se melodias de chamamento à liberdade individual; revelam-se riffs da melhor classe stoner; há apelos à dança desenfreada; contam-se histórias de resiliência e de resistência; pede-se ajuda à alma gémea ou uma entidade superior; há uma vontade intrínseca de estradear, dobrar e desordenar. É viver e desejar ser vivido; é desejar e viver desejado. O primeiro single Spillin' Blood, primeira faixa do disco e também a primeira a ser composta para este álbum, tem videoclip realizado, editado e co-produzido por João Martins (aka MOCA).


Conhecido por ser o vocalista dos Flash, Colin Carter tem o seu primeiro álbum a solo intitulado One. One é uma coleção de diversas influências desde um rock eletrónico e negro até ao funk, passando por aproximações à música de cabaret, a Bob Dylan e até John Lennon. Com Colin estão dois dos seus amigos de longa data – o baterista Mike Hough e o baixista Clint Bahr e novos elementos – Doro Reeves nos teclados, Tom Beckstrom na bateria e Michael Cardell na percussão.


Gone By Sundown é um coletivo sueco de symphonic metal formado em 2013 por Tonie Rombie e Tomas Pedersen. Dizem que a sua ideia é misturar Mustach, Mötorhead e a nova geração do metal. Depois de alguns problemas, a banda renasceu em 2017 e agora assina pela Sliptrick Records para o lançamento do EP The Endless Path em maio.



Klaus Henatsch (vocais e teclados) e Martina Maschke (vocais) são os Two Are One. O duo alemão lançou o seu único CD, A Question Of Time, em 1995. A produção poderosa e cristalina, a incrível musicalidade, o cruzamento entre enormes teclados e as guitarras bem como a voz poderosa de Martina fizeram este disco ser considerado como um dos melhores lançamentos do AOR alemão. A sua reedição acontece agora pelas mãos Minotauro Records.




Notícias da semana – 24 de março de 2018


Where Have They Gone é o segundo tema retirado do novo álbum dos ’77, que tem como título Bright Gloom e que terá edição a 27 de abril via Century Media. De acordo com os espanhóis, este é, provavelmente, o tema mais introspetivo liricamente e o mais experimental musicalmente, mostrando uma faceta até agora desconhecida do coletivo. Bright Gloom, gravado em Madrid, no final do ano passado, conta com a estreia do baixista Dani Martin.



Os alternativos hard rockers finlandeses Red Eleven lançaram ontem um novo EP intitulado Fuled By Fire, via Secret Entertainment. Este lançamento inclui três singles já antes disponibilizados (Again, You’ve Been Warned e Back In Time) aos quais se adicionam outros dois temas novos. Este foi o último lançamento dos Red Eleven com o baterista Pasi Pasanen, que foi, entretanto, substituído por Samuli Saari.


A Rockshots Records anunciou o lançamento do álbum In The Heart Of Scarlet Wood, estreia dos Shadygrove, no Japão, a 25 de abril pela Rubicon Music. Incluindo mebros dos Elvenking, Evenoire e Sound Storm, a música dos Shadygrove viaja pelo passado mitológico. A edição regular deste disco estará nas lojas a 6 de abril.


Os Ancient Oak Consort estão de regresso com o seu terceiro album Hate War Love, que estará nas lojas a 18 de maio. É uma opera majestosa com 17 faixas de prog rock/metal e música de camara com influências do folk mediterrâneo e inspirado por compositores como Ennio Morricone e Nino Rota. Este projeto é composto por três membros permanentes: Andrea Vaccarella (guitarras), Giulia Stefani (vocais) e Stefano Ruscica (bateria). Como convidados participam os vocalistas Roberto Tiranti (Labyrinth), Mathias Blad (Falconer) e Francesco “Frank” Marino (Union Radio – J. Macaluso band) e os baixistas Cosimo Tranchino, Dario Giannì e Filippo Di Pietro.


Rising From The Ashes é o mais recente disco dos Weapon UK e sai pela Pure Steel Records a 27 de abril. Os Weapon UK são um coletivo praticante de NWOBHM e até agora, Rising From The Ashes estava apenas disponível em lançamento independente diretamente a partir da banda. A Karthago Records, uma subsidiária da Pure Steel Records, lança o album homónimo dos Dawn Hawk a 11 de maio, numa edição limitada a 250 cópias, em duplo vinil e que inclui a adição de seis temas bónus. Este disco é considerada uma das peças mais dificeis de encontrar da banda de Essen.


O Eufestival da Canção será, pela primeira vez em Lisboa e a Hungria prepara-se para fazer o Altice Arena vir abaixo. O coletivo que representa o país são os AWS, uma banda de post-hardcore/metal e participa com um tema cantado na sua língua natal - Viszlát Nyár (ver vídeo na página correspondente). Os AWS combinam elementos de nu-metal, metalcore, post-hardcore e rock psicadélico, tendo, ao longo da sua carreira, lançado 3 longa-duração, 3 singles e 7 vídeos.


Sore-Fi é o nome do novo projecto de Carlos Santos (vocalista e fundador dos The Melancholic Youth Of Jesus). O seu EP promocional, homónimo, acaba de ser disponibilizado para streaming no site da banda. Neste trabalho, Carlos Santos contou com a participação de Gabriel Maia (Ex-The Melancholic Youth Of Jesus) nas guitarras. Para este ano está agendada a edição de um EP ou Mini-LP, havendo ainda o convite para uma compilação com edição prevista para o verão de 2018. Os Sore-Fi reservam este ano para trabalho de estúdio, contando transpor o seu trabalho para os palcos em finais de 2018 e durante 2019.


We Are The CityZens é o regresso dos famalicenses The CityZens às edições discográficas. Produzido por Paulo Miranda, o novo álbum é um disco rock, sem virar costas a outros estilos que fazem parte do quotidiano dos The CityZens. Composto por 9 canções, o disco mostra a evolução da banda em termos estéticos, com a introdução de teclados e arranjos de cordas. O single de apresentação Sleepwalker pode ser ouvido nas rádios portuguesas. We are The CityZens verá a luz do dia este mês e a sua apresentação ao vivo está marcada para 07 de abril na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão.


Os Angelus Apatrida estão de regresso ainda mais fortes que nunca. O novo álbum chama-se Cabaret De La Guillotine e sai a 4 de maio via Century Media. Com o seu álbum Hidden Evolution (2015) ficou bem claro que se trata, actualmente, da melhor banda espanhola de metal, tendo alcançado o #2 das tabelas de nuestros hermanos, feito três tours europeias, uma latino-americana e uma asiática.


Em abril deste ano, a Madfish celebra uma das mais icónicas bandas britânicas de sempre – Wishbone Ash. Como? Com o lançamento de uma caixa de luxo com 30 CD’s. The Vintage Years, assim se chama este produto de alta qualidade, cobre os anos de 1970 a 1991 e inclui raridades, memorabilia, uma nova entrevista e um livro de capa dura com 156 páginas.


Sucedendo ao álbum de estreia de 2015, Gone, e a três singles, Florian Grey prepara-se para lançar o seu novo disco intitulado Ritus. O que começou como um projeto desenvolveu-se numa banda onde também estão Hilton Theissen (Dark Millenium, Akanoid, Seadrake) e Matteo Vdiva Fabiani (Hell Boulevard). Comparado com Gone, Ritus é mais up-tempo, mais pesado e mais barulhento.


Big bang, viagens no espaço, buracos negros, aliens, colisão entre estrelas e o inevitável fim do universo. É disto que fala a estreia a solo de Linnéa Vikström, conhecida pela sua participação com os Therion, o que lhe granjeou grande popularidade, alicerçada, posteriormente, com o seu projeto QFT (Quantum Field Theory). O primeiro single Aliens já está disponível através da Despotz Records. O álbum terá como título Live In Space.





Notícias da semana – 17 de março de 2018


De Itália chegam os Fallen Angel, banda de glam/hard rock fundada em 2011, a partir das mentes criativas de Matthew Ice (baixo) e Ste Wizard (guitarras). Influenciados por Mötley Crüe, Poison, Ratt, Europe, Aerosmith, entre outros, a banda viu, em 2014, entrarem os novos membros Matty Mannant (vocais) e Luke Gyzz (bateria). Em 2017, esteve a preparar o seu disco de estreia, Even Priest Know, que será lançado a 30 de abril, pela Sliptrick Records, com quem assinaram esta semana.


Foi anunciado o dia 1 de junho para a reedição do álbum icónico, considerado de culto dos anos 80, The Avatar, dos Angel Of Mercy. A reedição está a cargo da Shadow Kingdom Records que dá nova vida a esta raridade através de um duplo CD – o primeiro com a totalidade do álbum; o segundo com sessões de gravação realizadas entre 1983 e 1992.


Immortal Driffter é o segundo single oficial extraído de Shadowkeep, álbum homónimo da banda britânica de prog power metal, a lançar a 30 de março pela Pure Steel Records. São já 10 anos o tempo de espera de um novo álbum da banda que, em tempos, chegou a ser comparada aos Queensrÿche e Crimson Glory. Por outro lado, os Thrust lançam o álbum Harvest Of Soul a 27 de abril. O primeiro single, Sorceress, também já está disponível. Também os Spartan Warrior têm um novo single disponível no seu bandcamp. O segundo single corresponde ao tema título e pode ser descarregado gratuitamente até ao dia 14 de abril. Hell To Pay foi lançado a 23 de fevereiro pela Pure Steel Records.


Estrearam-se em 2016 com o LP In Excelsis Stereo, disco que esgotou em 3 meses e sempre envolto em mistério pela ausência da banda do mundo virtual, e, em 2018, as Gloria regressam às edições discográficas com o EP Oidophon Echorama que será apresentado em Portugal a 20 de março no Sabotage Rock Club, em Lisboa, e a 22 de março no Maus Hábitos, no Porto. Oidophon Echorama foi lançado oficialmente no passado 9 de março e nas próximas semanas serão disponibilizadas as edições físicas: cassete via Ya Ya Yeah e em vinil pela Howlin Banana Records e Ample Play Records. Nas 6 faixas deste EP encontramos disco fuzz, country, feminismo, uma viagem aos Shangri-Las ou The Pretty Things numa perspetiva contemporânea e, acima de tudo, muita harmonia entre as seis almas que preenchem as Gloria.


Hamsa, primeiro álbum dos Kite, com edição física prevista para o próximo Verão, já se encontra disponível no Spotify e no iTunes. Hamsa é cinco traduzido do árabe e são 5 as canções que este disco nos traz. Uma mão cheia de composições com arranjos originais de Kiko Pereira onde há também dedo de Mário Barreiros, para uma abordagem jazzística de temas de Bob Dylan, Björk, Beck, Michael Jackson e Propaganda. É o primeiro trabalho, mas é uma obra de maturidade que vem atestar que a canção de intervenção pode surgir sob várias formas, não sendo de todo inocente a escolha dos temas ou não fosse hamsá também o amuleto islâmico que do comum uso contra o mau-olhado se assume atualmente como símbolo de esperança de paz no Médio Oriente.


No passado dia 7 de março a banda portuguesa Rasgo voltou a fazer história ao gravar o tema Homens ao Mar com a Orquestra Círculo de Música de Câmara, dirigida por Pedro Teixeira Silva. Dois universos distintos reuniram-se assim num encontro explosivo que promete quebrar barreiras na música portuguesa. Esta parceria terá como resultado um vídeo com lançamento previsto para dia 31 de março.


Da Grécia chegam os Sense Of Fear, banda de heavy/thrash metal. Assinaram pela Rockshots Records para o lançamento de As The Ages Passing By…, aquele que é o seu trabalho de estreia, mesmo levando em linha de conta que a banda já se formou nos anos 90. Este trabalho é, assim, o resultado de 20 anos de trabalho.


Os Birds Are Indie surgiram em 2010, quando Joana Corker e Ricardo Jerónimo decidiram que era tempo de juntar três acordes e fazer uma música. Ao duo juntar-se-ia Henrique Toscano, ficando, assim, o coletivo completo. Depois de vários EP’s e três álbuns, surge Local Affairs, o seu quarto longa-duração que marca, também, o inicio da ligação à Lux Records. Local Affairs, a ser editado oficialmente no dia 20 de abril, traz a assinatura dos Birds Are Indie: canções pop, com melodias contagiantes e descontraídas, mas desta vez, com arranjos mais elaborados e uma faceta um pouco mais musculada.


Be Well, Be Safe, Be Lucky...The Anthology é a primeira compilação do trabalho desenvolvido a solo por Peter Banks, músico conhecido pelo seu desempenho nos Yes. O álbum sairá pela Estate via Cherry red Records e terá lançamento precisamente na data que se celebra o 5º aniversário do seu falecimento. Por outro lado, The Self-Contained Trilogy inclui todos os álbuns de estúdio a solo do músico, lançados nos anos 90: Instinct (1994), Self-Contained (1995) e Reduction (1997)



Ao longo de 30 anos, Don Airey tem sido sinónimo de classe nos teclados do hard rock. Ozzy Osbourne, Rainbow, Whitesnake, Judas Priest, Gary Moore, Brian May, Jethro Tull, Black Sabbath e, naturalmente, Deep Purple sentiram a excelência dos dedos do britânico. Mas, os grandes artistas também têm tempo para si próprio e One Of A Kind é o seu mais recente registo. Um disco de hard rock clássico, com melodias, grandes riffs e solos e a unidade de uma banda única. Para este novo disco, Airey traz Carl Sentance (nos vocais), Laurence Cottle (no baixo), Jon Finnigan (na bateria) e Simon McBride (nas guitarras).




Notícias da semana – 10 de março de 2018



A Stygian Crypt Productions lança a 15 de março o lançamento internacional da edição especial de coleccionadores do álbum Blood Of The Dragon dos Therion. O álbum tem dois CD’s – o primeiro com versões raras executadas pela banda sueca e apenas lançadas em compilações e o segundo com diversas versões de temas dos Therion tocadas por 16 outras bandas.


A Pure Steel Records anunciou que assinou com os Stormburner, banda sueca fundada em 2016 por Mike Stark e Tommi Korkeamäki. Esta nova banda conta, ainda, com antigos membros dos Steel Attack, Starblind, Blazing Guns, Skellington e Furiam. Em breve serão divulgadas novas notícias a respeito do seu trabalho de estreia.


A banda de metal sinfónico Aeternitas lança o seu novo álbum, o quinto do colectivo germânico, a 29 de junho pela Massacre Records. Tales Of The Grotesque traz 12 canções baseadas em pequenas hiostórias de Edgar Allan Poe e foi misturado por Alex Hunziger e masterizado por Darius van Helfteren. A capa esteve a cargo Kurt Wörsdörfer (Headcrime Artwork).


O terceiro álbum dos The Golden Grass está quase aí. O power trio de Nova Iorque lança Absolutely no próximo mês, pela Listenable Records. São oito temas de aventura sónica que parte do psicadelismo para os riffs blues para chegar a prog/jazz rock, sem esquecer pitadas de southern, soul e funk. Sem dúvida que Absolutely promete ser o disco mais forte dos americanos.


Michael Schenker Fest é o novo projeto liderado pelo lendário guitarrista alemão e o primeiro registo é Resurrection. Este disco foi produzido por Michael Voss-Schoen. Para além de Schenker e dos três antigos vocalistas dos M. S. G. (Gary Barden, Graham Bonnet e Robin McAuley) será possível ouvir Doogie White bem como os músicos convidados Steve Mann (guitarra e teclados), Ted McKenna (bateria) e Chris Glen (baixo). Outras aparições são Kirk HammettWayne Findlay e o próprio Michael Voss-Schoen.


Tendo assinado recentemente pela Melodic Revolution Records, a teclista e compositora Lisa LaRue prepara-se para lançar o seu novo álbum. O duplo álbum Origins vê a luz do dia em abril deste ano, celebra o 25º aniversário de carreira da artista e conta com a participação de alguns nomes sonantes - John Payne (Asia, GPS), Michael Sadler (Saga), Mitch Perry (Talas, Aerosmith), Gilli Smyth (Gong), Don Schiff (Rocket Scientist, Kracked Earth), Federico Fantacone (Orchestre Celesti), John Baker (Forever Twelve, Mars Hollow), entre outros.


Depois do primeiro excerto áudio com o single El Diablo, e cerca de um ano após o lançamento do segundo EP, Moonshiner, os franceses Electric Jaguar Baby lançam o seu terceiro trabalho intitulado Old Songs From Beyond. Os Electric Jaguar Baby nasceram em Paris, em 2015 a partir das cinzas dos No Cure e 7 Days Before. Este terceiro EP da carreira do duo sai a 28 de março e inclui quatro originais e uma cover de Jimi Hendrix.


Os The Heretic Order vão continuar a trabalhar com a Massacre Records. O próximo album dos horror metallers britânicos sai em junho, antes da tour pelo Reino Unido. Chama-se Evil Rising e foi gravado por Will Maya (The Answer, Breed 77), que já tinha trabalhado com a banda no seu primeiro album, All Hail The Order. A capa esteve, mais uma vez, a cargo da Five Miligrams Artworks (Napalm Death, Shadows Fall).


Os The Dirty Coal Train são um duo de instrumentos amaldiçoados que debitam decibéis de inspiração no DIY do punk, no garage dos 60 e no cinema de série B onde coabitam com monstros, vampiros, psicopatas, ovnis e demais parafernália. Depois de quatro álbuns, uma compilação e cinco singles promovidos com datas pela Europa e América do Sul, a banda começa agora a sua tour de promoção de Portuguese Freakshow, um disco que conta com um enorme leque de convidados do underground rockeiro português que ao longo dos anos tocaram com a banda e que neste disco participam e contribuem para as criações do projeto. O duplo LP será lançado em vinil dia 4 de maio pela Groovie Records em parceria com a Garagem Records.



Os Corners Of Sanctuary (COS) anunciaram que o vocalista Frankie Cross, que havia abandonado no ano passado, está de regresso para desempenhar o seu papel de frontman. A banda prepara o lançamento do seu quinto album, The Galloping Hordes, via Killer Metal Records e já tem confirmação de que irá compartilhar o palco com os Roughhouse, Blood Feast, Anvil Bitch e Joey Belladonna, numa tour pela Alemanha no verão.