RIP - Malcolm Young (AC/DC) - We Salute You!

Review: Lonthra (Lonthra)

Lonthra (Lonthra)
(2017, Independente)
(5.0/6)

Ao lermos a informação referente aos Lonthra ficamos curiosos com a expressão “O som de Lonthra é um Rock enxuto, sem problemas em dar-nos um pontapé nas virilhas ou um beijo no pescoço”. E rapidamente da curiosidade se passou à audição, confirmando toda a energia dos riffs densos, sujos e graves desta jovem banda lisboeta nascida apenas no ano passado. Claro que após as primeiras audições ficamos convencidos que os Lonthra acabam por dar mais pontapés que beijos, fruto de uma sonoridade muito compacta de stoner rock, muito assente em riffs fortes e em interessantes dinâmicas na secção rítmica (bem exploradas, principalmente Holy Screen e Unfriendliness). Tudo perfeitamente acompanhado por uma boa dose de melodia, sendo que neste aspeto, Firefly acaba por ser o momento melhor conseguido, fruto da inclusão de uma grande emotividade. É aqui que surgem os tais beijos no pescoço! Este primeiro álbum homónimo, de apenas sete temas, vale pela homogeneidade dos temas e pela coesão demonstrada pela banda, sendo que Lonthra será, obrigatoriamente, mais um nome a juntar à lista de promissoras bandas nacionais dentro deste género.

Tracklist:
1.      Soul Bender
2.      Matacão
3.      No Line Of Sight
4.      Cyanide
5.      Holy Screen
6.      Unfriendliness
7.      Firefly

Line-up:
Guerreiro – vocais
Jonas Correia – guitarras
Gonçalo Pardal – baixo
Rui Santos – bateria
Roxo – guitarras

Internet:
Bandcamp   
Facebook    

Comentários