RIP - Malcolm Young (AC/DC) - We Salute You!

Review: The Prelude Implicit (Kansas)

The Prelude Implicit (Kansas)
(2016, InsideOut Music)
(5.8/6)

Com um fundo de catálogo que inclui 14 álbuns de estúdio e cinco álbuns ao vivo, os Kansas são, atualmente, uma das maiores instituições dentro do rock clássico. Falar dos discos de ouro e afins tornar-se-ia fastidioso, por isso saltamos diretamente para o presente para dizer que o décimo quinto álbum se chama The Prelude Implicit e tem tudo o que de grandioso a banda já nos habituou. A larga experiência acumulada num negócio que já não tem segredos permite destas coisas: fazer o que se quer, como se quer, apenas quando se quer. Por isso, este é o primeiro disco de originais em 16 anos. Mas está la tudo, como se a banda nunca tivesse parado (e nem parou; apenas repousou enquanto Kansas) – o seu cruzamento único entre rock clássico e rock progressivo e, acima de tudo, o seu genial e verdadeiramente inconfundível violino. Com muita base acústica The Prelude Implicit, vai de Yes a Magnum, de Alan Parson Project a Neal Morse mantendo sempre esse equilíbrio perfeitamente estável, bem definido e criteriosamente elaborado. E sem nunca esquecer o conceito de canção, nem o sentido de musicalidade que sempre caraterizou o coletivo e que tão bem ficou gravado em temas históricos como Carry On Wayward Son ou Dust In The Wind. Os Kansas de agora são, naturalmente, diferentes, mas continuam com a mesma classe, o mesmo brilho e apresentam-se numa forma impressionante o que lhes permite criarem, ao fim de 16 anos, um dos seus melhores discos, onde temas como The Unsung Heroes, Rhythm In The Spirit, The Voyage Of Eight Eighteen, Summer ou Crowded Isolation irão, seguramente, ser assíduos nos seus espetáculos ao lado dos grandes hits do passado.

Tracklist:
1. With This Heart 
2. Visibility Zero 
3. The Unsung Heroes 
4. Rhythm In The Spirit 
5. Refugee 
6. The Voyage Of Eight Eighteen 
7. Camouflage 
8. Summer 
9. Crowded Isolation 
10. Section 60 

Line-Up:
Phil Ehart – bateria 
Billy Greer – baixo e vocais
David Manion – piano, teclados, órgão
Ronnie Platt – vocais e piano
David Ragsdale – violino e vocais
Zak Rizvi – guitarra elétrica e vocais
Richard Williams – guitarras
  
Internet:
Website          
Facebook          
Twitter          
Instagram         

Edição: InsideOut Music    

Comentários