RIP - Malcolm Young (AC/DC) - We Salute You!

Notícias da semana

A banda belga de female fronted heavy metal, Hell City, entrou nos The Noise Factory Studio para gravar o seu terceiro álbum que deverá sair em finais deste ano. Para dar um cheirinho deste novo disco está disponível o vídeo do primeiro single Ice Cold Rage.

Os Impaled Nazarene que estão de regresso com o seu 12º trabalho Vigorous And Liberating Death são o maior destaque da nova edição da revista Against. Nesta edição podem ainda ler entrevistas com Enthroned, Sargeist, Ordog, Pet Slimmers Of The Year, Pact, Ogre, Valley Of The Sun, Wormreich, Levania e Eths. Isto claro, para além das rubricas habituais como reviews, live reports, livros e cinema. Para ler online acedam aqui, para fazer o download em PDF aqui.

Na tradição dos grandes nomes do rock progressivo conceptuaI surge a estreia dos Sontaag já descrito como uma ópera de space rock como os Pink Floyd nunca escreveram. Sontaag é um cruzamento entre o space rock grand opera com música contemporânea e cinematográfica. Os Sontaag são Richard Sontaag (composição, conceito, todos instrumentos) e Ian Fortnam (história, letras, vocais e conceito). O disco tem edição agendada para 28 de abril via Esoteric Antenna. Podem adquirir o álbum aqui.

A banda internacional de metal melódico Eden’s Curse publicou o sexto capítulo dos seus diários de estúdio documentando a gravação do último trabalho Symphony Of Sin lançado em outubro de 2013 via AFM Records.

O aclamado guitarrista de blues Eli Cook lançará a 29 de abril via Cleopatra Records o seu novo trabalho Primitive Son. Para tornar este regresso ainda mais excitante, Primitive Son conta com a participação de Leslie West (Mountain), Pat Travers, Artimus Pyle (Lynyrd Skynyrd), Harvey Mandel, Eric Gales, Reese Wynans (Double Trouble), Vinny Appice (Black Sabbath, Ronnie James Dio), Tinsley Ellis, Rod Piazza e Jorgon Carlson (Gov't Mule). De acordo com Cook, este é um disco de old-school blues misturado com algo mais contemporâneo num formato de epic-bar rock. Eli Cook gravou os seus primeiros dois álbuns entre 2004 e 2007: o acústico Miss Blues’ Child via Sledgehammer Blues Label e o heavy blues-rock ElectricHolyFireWater.

A Monster Rock Booking anunciou o lançamento do álbum At La Brava, novo trabalho dos Souq. Os Souq são um dos mais incomuns nomes do rock nacional, um coletivo que consegue capturar o espírito do psicadelismo, blues, pop e jazz para construir um som que é sempre dinâmico e contundente, como se os Captain Beefheart estivessem a tocar músicas do Dave Brubeck com os Black Sabbath como banda suporte. At La Brava é o início de uma saga na cidade da terra vermelha, escondida no meio do deserto.

Formado em 2010, o trio aveirense The Underdogs – composto por Victor Hugo (guitarra e voz), Mano (baixo) e João Veludo (bateria) -, pratica um blues-rock que bebe as suas influências no eixo que vai de Nashville ao Delta do Mississippi e as funde com o rock tradicional, com um toque genuíno e muito próprio, que resulta num som envolvente e eletrizante a que ninguém fica indiferente. Após a estreia em abril de 2011, com o EP Silence, e uma série de concertos pelo país fora, a sua aura não passou despercebida ao radialista Henrique Amaro que os integra na coletânea Novos Talentos FNAC com o single She Is La, abrindo portas a um público mais abrangente e eclético, sendo este ano prolífico fechado com o convite para integrar o cartaz do palco principal da Festa do Avante. Pouco mais de um ano depois, sai o 1º longa-duração, Songs For The Few, que os confirma como um valor seguro, transportando-os para vários palcos nacionais – entre outros: Noites Ritual, Vodafone Mexefest, Sons de Vez, Festival Azure, PortoSounds – e os introduz ao grande público que os acarinha e acompanha. Acompanhado de um DVD bónus, gravado ao vivo – The Underdogs Extended Version -, foi alvo de críticas bastante positivas, onde se realçam as suas valências técnicas, assim como a capacidade de composição que os seus elementos desde cedo evidenciam. Chegados a 2014, a banda prepara-se para lançar o seu 2º álbum, intitulado Blame It All On Jazz, no dia 26 de abril, numa festa no Teatro Aveirense, explorando novos territórios mas mantendo o ADN vincado pelo qual cada vez mais pessoas se deixam envolver!

Depois do lançamento do aclamado This Is Rock ‘n’ Roll em 2012, recentemente recuperado pelo filme francês Oceane, os australianos Sticky Boys ganharam uma reputação única e que já se pode comparar a nomes como Electric Mary, Crucified Barbara ou Nashville Pussy. Como prova disso apresentam a gravação completa do seu concerto em 4 Ecluses, Dunkerque a 1 de fevereiro deste ano. Fica, ainda, a informação que a banda se encontra, em Paris, a terminar a masterização do seu próximo álbum.  

As lendas do prog rock holandês, Focus têm, desde o passado dia 14 de abril, um novo trabalho nas ruas. Trata-se de Golden Oldies que, como o próprio nome indica, apresenta regravações de clássicos temas da banda como Hocus Pocus, Sylvia, House Of The King. Depois, os Focus irão fazer uma tournée mundial de apoio a este novo trabalho. O trabalho pode ser adquirido aqui.


Depois da boa receção que o álbum In Extremis dos Days Between Stations teve o ano passado, o duo progressivo prepara uma surpresa para os seus fans. Trata-se da edição limitada desse álbum em vinil.

Comentários