RIP - Malcolm Young (AC/DC) - We Salute You!

Review: Jamaica Inn (Lee Small)

Jamaica Inn (Lee Small)
(2012, Escape Music)

Há, de facto, um conjunto de nomes britânicos com um enorme passado no hard rock e, curiosamente, muitos deles vieram de West Midlands, precisamente o local de onde é proveniente Lee Small, um outro nome histórico com passagens por diversas bandas, sendo as mais recentes Shy e o projeto de Tom Galley, Phenomena. E após muitas colaborações com muita gente, chegou, finalmente, a hora de Lee Small se voltar a aventurar num álbum a solo, o seu segundo. Jamaica Inn é o seu título genérico a aqui Lee arrisca a criação de um disco diferente, cheio de surpresas e com uma sonoridade refrescante. Jamaica Inn não é propriamente um disco de hard rock nem de metal. É um disco que busca a sua influência no rock dos anos 70 e a cruza com o blues e com a soul de uma forma absolutamente fantástica. É, claramente, um disco de blues rock, muito próximo do trabalho de Gary Moore, por exemplo. Mas esta é apenas a base, uma vez que a partir daí o vocalista que aqui também assume o baixo (aliás, foi neste instrumento que a sua carreira começou) e a guitarra, expande a sua criatividade para outros campos, onde, de uma forma natural surgem o hard rock (principalmente em Jamaica Inn ou Waiting For The Hangman) e o AOR (Shine A Light e Dead Man Walking). A principal referência vai para o imperial trabalho da guitarra solo, em permanentes diálogos com as partes vocais. Depois, a qualidade vocal apresentada acentua o caráter de grande álbum que Jamaica Inn realmente é. Finalmente uma referência para os teclados que criam diversas paisagens e atmosferas de rara beleza. Aqui cabe uma referência para End Of The Road, uma sensacional balada que cruza o melhor de Deep Purple com Gary Moore e que com um segmento final à capela se revela como um dos momentos mais altos do disco. Mas outros merecem, também especial referência: os bluesy The Captain’s Quarters e Voyager, o rhythm’n’blues Black Bess, o rock’n’roll Walk The Plank ou o curto mas delicioso solo de acordeão a fechar o disco em The Renegade Accordion Player. Para quem procura alternativas ao mais que saturado mercado metalizado, aqui está uma boa solução.

Tracklist:
1.      Jamaica Inn
2.      The Captain's Quarters
3.      Black Bess
4.      Walk The Plank
5.      Shine A Light
6.      Dead Man Walking
7.      Voyager
8.      I Am The Sea
9.      Smuggler's Blues
10.  Waiting For The Hangman
11.  End Of The Road
12.  The Renegade Accordion Player

Line up:
Lee Small – vocais, baixo e guitarras
Carl Anthony Wright – guitarras
Martin Kronlund - guitarras
Des Sherwood – guitarras
Paul Bradder - teclados
Imre Daun - bateria

Internet:



Edição: Escape Music

Comentários